18 de jan de 2010

Poemeto vadio

Ouro sobre chumbo
Compridos dedos
Apontam o céu
- Cheiro de tempestade -
Na tarde de verão
Visto o pôr-do-sol
E vou olhar estrelas

Às minhas costas, somente a chuva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário